FÓRUM do Atelier do Bonsai - Mário A G Leal - Índice FÓRUM do Atelier do Bonsai - Mário A G Leal

QUER SE REGISTRAR? CLIQUE ABAIXO EM REGISTRAR

--- SEJA BEM VINDO! ---

 
 FAQFAQ   BuscaBusca   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistrarRegistrar 
 PerfilPerfil   Mensagens privadasMensagens privadas   EntrarEntrar 

Blog Pensando Mario A G Leal

Classificação Filogenética das espécies utilizadas no Bonsai
30.12.2011

 
Novo tópico   Responder tópico    FÓRUM do Atelier do Bonsai - Mário A G Leal - Índice -> FÓRUM CENTRAL
Exibir tópico anterior :: Exibir próximo tópico  
Autor Mensagem
Arzivenko
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 03/10/08
Idade: 34
Mensagens: 2019
Localização: Ijuí-RS

MensagemEnviada: Dom Mar 07, 2010 10:15 pm    Assunto: Classificação Filogenética das espécies utilizadas no Bonsai Responder com citação

Este pequeno texto estou elaborando com o intento de localizar as principais espécies utilizadas no bonsai dentro da filogenia moderna.

Começo com uma imagem bastante simples, para localizar os grupos vegetais mais primitivos:



Em dado ponto na história natural as algas clorofiladas, também conhecidas como clorófilas desenvolveram complexidade e caracteres suficientes para conquistar o ambiente terrestre.

O primeiro grupo de plantas terrícolas (Embriófitas) que vemos no cladograma são as plantas não-vasculares, dentre os quais nossos conhecidos musgos, bastante utilizados para a cobertura do substrato de nossas plantas. Quando falamos em plantas não-vasculares estamos dizendo que elas não possuem tecidos especializados para a condução de fluidos (seiva), obviamente que o tamanho destas plantas é reduzido justamente por não poderem conduzir água a alturas consideráveis.

Musgos (briófitas):



Pois então surgiram as primeiras plantas com tecidos condutores, ou seja, as plantas vasculares (traqueófitas). Ignorando diversos grupos basais temos então as pteridófitas (como exemplo as samambaias), mas percebam que até então nenhuma espécie utilizada como bonsai.

Samambaias (pteridófitas):


Pois então surge uma novidade evolutiva, a semente! o que muda bruscamente o ciclo de vida dos vegetais, onde a fase esporofítica na alternância de gerações torna-se a principal fase.

O próximo grupo que podemos ver no cladograma seriam as gimnospermas, dentre as quais o grupo de maior importância para nós bonsaistas são as coníferas, que se resumem em cerca de 600 espécies atuais, sendo bastante utilizadas no bonsai principalmente na Ásia e europa, lembrando que possuímos apenas uma espécie de Araucariaceae (não utilizada como bonsai), algumas espécies de Podocarpaceae (na amazônia) e de resto, todos os "pinheiros" são exóticos, destacando Taxaceae (Gênero Taxus), Pinaceae (diversas espécies utilizadas no hemisfério norte) e Cupressaceae com diversos gêneros importantes, tais como Cupressus, Juniperus, Sequoia, Thuja e Taxodium.

Importante ressaltar que nas gimnospermas encontramos pela primeira vez o crescimento secundário, ou seja, "em diâmetro", que vários bonsaístas consideram como regra básica para que certa espécie seja utilizada como bonsai. Devido a estrutura anatômica destas, encontramos com bastante frequência espécimes com presença de galhos e troncos mortos, sem que isto comprometa a parte viva da planta, e foi devido estas características que a utilização de Jins e Sharis se difundiu nas diversas espécies de "pinheiros". Os estilos orientais trabalhados como o "pineshape", patamares, bem como formas usuais tais como Ereto formal, informal, Moyogi surgiram em coníferas (Gimnospermas).




E então ocorre a maior separação do mundo do bonsai, as coníferas (600 espécies) e as não coníferas (257.000 espécies), obviamente que poucas destas utilizadas na prática do bonsai, mas notem a diferença gritante na quantidade de espécies de cada grupo, sendo que no bonsai normalmente dividimos o mundo em dois, conforme esta classificação.

Para simplificar podemos diferenciar um grupo do outro pela presença de flores, mas lembrando que algumas gimnospermas possuem uma espécie de flor primitiva, claramente diferenciável por possuir estrutura completamente diferente das flores propriamente ditas.

Cladograma das plantas vasculares, vejam que Pinales está lá em cima, junto com os ginkos (que algumas vezes são utilizados na prática de bonsai).


Bom, adentramos o mundo das plantas com flores, e em meio a tanta diversidade temos plantas com ótimo potencial para bonsai, e outras tantas que não tem, principalmente os grupos que perderam as características de crescimento secundário.

Aqui portanto o cladograma básico mostrando as posições dos grupos "monocotiledôneas" e "dicotiledôneas" que são históricamente reconhecíveis, mesmo que hoje apenas as monocotiledôneas sejam monofiléticas (grupo natural, consiso, com apenas um ancestral).


Temos vários grupos de ervas aquáticas e semi-aquáticas, então o grupo das "monocotiledôneas" que não possuem crescimento secundário, portanto não podem ser usadas para as práticas do bonsai, mesmo que alguns tentem fazer bonsai de bananeiras ou coqueiros.

O primeiro grupo de importancia que encontramos seria Laurales, onde estão as canelas e Magnoliales, com a família Annonacea (vi alguns poucos exemplares de ariticum utilizados como bonsai) e Magnoliaceae (as magnólias).


Bonsai Magnólia:


Seguindo um pouco mais, chegamos nas Eudicotiledôneas, com diversos grupos de importância:

Em Proteales temos a família Platanaceae, com o plátano, algumas vezes sendo utilizado como bonsai mas geralmente confundido com Acer, que não possui parentesco.

Buxales, na família Buxaceae nosso querido buxinho, dispensa apresentações:


Dentro de Caryophyllales econtramos a família Nyctaginaceae com nossa Bougainvillea, a primavera:


E então Myrtales, com nossas Myrtaceae, destacando a pitangueira, cereja-do-rio-grande, jabuticabeira, guamirim, guabirova, goiaba, aracá e tantas outras, bem como gêneros exóticos tais como callistemos.


Malpighiales com a família salicales, e o famoso Salix, ou salso-chorão:


Então chegamos nas Fabales, família Fabaceae (Leguminosae) com toda a diversidade imaginável de plantas (18.000 espécies) com potencial para bonsai, como alguns exemplos o Pithecolobium:

A Calliandra:

Angico:

Espinilho:




Então temos Rosales, família Rosaceae, com os gêneros Prunus, Cotoneaster, Malus, Ulmus, Pyracantha e várias outras.

Prunus (cereja européia)

Cotoneaster

Malus

Ulmus

Pyracantha


Morales, com Moraceae, gêneros Morus e Ficus principalmente, dispensam apresentações:

Morus

Ficus


Fagales com a família Fagaceae, onde destacamos:

Fagus (castanheiras)

Quercus (carvalhos)


E também a familia Casuarinaceae, com o "pinheiro branco", vejam a distância enorme entre esta família e o grupo das gimnospermas lá em cima


Em Malvales, temos os Hibiscus dentro da família Malvaceae:


Sapindales com a família Sapindaceae e toda a diversidade de Acer dentro dela:


Bem como a famíia Rutaceae, com todos os Citrus:


Então entramos nas Asterídeas, e dentro de Ericales a família Ericaceae com os seguintes gêneros:
Erica

Rhododendron (azaléias)



Então vem Gentiales com a família Rubiaceae, com o gênero Serissa:


Lamiales temos a família Verbenaceae com o gênero Lantana:


E em seguida diversos grupos de ervas com poucos exemplares lenhosos.



Pessoal, espero que esta pesquisa sirva para alguma coisa, nem que seja como curiosidade.
Obviamente devo ter esquecido diversas espécies muito utilizadas no bonsai, para isto peço que colaborem lembrando delas, e terei prazer em adicionar nesta listagem.

Vejam que as coníferas são um grupo mínimo no grupo geral, e mesmo que não tenhamos exemplares nativos, elas são extensamente utilizadas para bonsai em nosso país.
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
Markus Von Kossel
4.o PASSO
4.o PASSO


Registrado: 30/10/08
Idade: 36
Mensagens: 635
Localização: Santa Cruz do Sul-RS

MensagemEnviada: Dom Mar 07, 2010 10:44 pm    Assunto: Responder com citação

Excelente tópico.
Para leigos como eu, o conhecimento científico sempre vem a bem.
Parabens pelas fotos!
_________________
www.santacruzbonsaiclube.com.br
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail MSN Messenger
Sergio Batalini
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 16/03/09
Idade: 51
Mensagens: 2257
Localização: TEODORO SAMPAIO-SP

MensagemEnviada: Seg Mar 08, 2010 9:25 am    Assunto: Responder com citação

Por hora só dei uma folheada na enciclopédia Shocked ... Depois, com calma vamos estudar diretinho ... Very Happy

comentarios : splaft..splaft..splaft...Palmas prá vc professor ... Very Happy
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
Vhalveruth
4.o PASSO
4.o PASSO


Registrado: 17/09/09
Idade: 31
Mensagens: 708
Localização: Ituporanga/Blumenau/Itajai-SC

MensagemEnviada: Seg Mar 08, 2010 3:17 pm    Assunto: Responder com citação

parabens pela iniciativa
é um texto para se ler varias e varias vezes

abraços
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail MSN Messenger
Elio
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 22/04/05
Idade: 71
Mensagens: 6407
Localização: Curitiba-PR

MensagemEnviada: Seg Mar 08, 2010 10:00 pm    Assunto: Responder com citação

Arzivenko, beleza de matéria!
Me autoriza a divulgar como um boletim técnico aos associados da APB-Assoc.Paranaense de Bonsai (mencionando os créditos)?

abraço
_________________
Elio

"Porque há esperança para a árvore, pois, mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos." Jó 14:7
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada
Arzivenko
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 03/10/08
Idade: 34
Mensagens: 2019
Localização: Ijuí-RS

MensagemEnviada: Seg Mar 08, 2010 10:52 pm    Assunto: Responder com citação

Sem dúvida Élio, a idéia é avançar a matéria com ajuda dos colegas, é só lembrar outros gêneros utilizados e eu completo a filogenia do bonsai.
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
Ricardo Loriggio
2.o PASSO
2.o PASSO


Registrado: 01/08/04
Idade: 35
Mensagens: 261
Localização: Indaiatuba-SP

MensagemEnviada: Qua Mar 10, 2010 9:59 pm    Assunto: Responder com citação

Belo trabalho...
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
Marcos Castilho
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 08/12/07
Idade: 35
Mensagens: 1213
Localização: Colatina-ES

MensagemEnviada: Qui Mar 11, 2010 12:40 pm    Assunto: Responder com citação

Com certeza muito útil as informações.
_________________
Sub auxiliar, do auxiliar de ajudante do quarto reserva de um possível bonsaísta.
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail Visitar o website do usuário MSN Messenger
Pethrus Barros
3.o PASSO
3.o PASSO


Registrado: 23/02/10
Idade: 37
Mensagens: 413
Localização: Garanhuns-PE

MensagemEnviada: Qui Mar 11, 2010 5:30 pm    Assunto: Responder com citação

Mais um motivo para eu passar mais 25 anos estudando...
_________________
Pethrus Barros
Nova Roma de bravos guerreiros, Pernambuco imortal, imortal.
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail MSN Messenger
Antonio Castro
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 23/08/04
Mensagens: 1277
Localização: Lisboa - Portugal

MensagemEnviada: Qui Mar 11, 2010 6:22 pm    Assunto: Responder com citação

Olá João Pedro Arzivenko

Obrigado pela "Lufada de ar fresco"

boas matérias Wink

[ ]s

Castro
_________________
Bonsai não é o nome, mas sim o despertar

Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo tópico   Responder tópico    FÓRUM do Atelier do Bonsai - Mário A G Leal - Índice -> FÓRUM CENTRAL Todos os horários são GMT - 3 Horas
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Você não pode enviar mensagens novas neste fórum
Você não pode responder mensagens neste fórum
Você não pode editar suas mensagens neste fórum
Você não pode excluir suas mensagens neste fórum
Você não pode votar em enquetes neste fórum


Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Traduzido por phpBB Brasil