FÓRUM do Atelier do Bonsai - Mário A G Leal - Índice FÓRUM do Atelier do Bonsai - Mário A G Leal

QUER SE REGISTRAR? CLIQUE ABAIXO EM REGISTRAR

--- SEJA BEM VINDO! ---

 
 FAQFAQ   BuscaBusca   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistrarRegistrar 
 PerfilPerfil   Mensagens privadasMensagens privadas   EntrarEntrar 

ESCRITOS DO DIA A DIA

Apresentação: Rafael Guerra
30.12.2011

 
Novo tópico   Responder tópico    FÓRUM do Atelier do Bonsai - Mário A G Leal - Índice -> QUEM SOU EU?
Exibir tópico anterior :: Exibir próximo tópico  
Autor Mensagem
rcguerra



Registrado: 09/09/14
Idade: 45
Mensagens: 15
Localização: Portland, Maine (USA)

MensagemEnviada: Ter Set 09, 2014 9:52 pm    Assunto: Apresentação: Rafael Guerra Responder com citação

Antes de mais nada o meu muito obrigado para todos os membros que dedicam um tempinho compartilhando os conhecimentos aqui no forum, e um especial agradecimento ao Mário por me adicionar ao Atelier do Bonsai. Por favor leiam apenas quando tiver tempo, pois o caso aqui é sério e de vida-ou-morte (das plantas).

Conforme dito antes, meu nome é Rafael Gerra, tenho 40 anos e desde os 23 vivo aqui nos EUA. Vivi grande parte do meu tempo na Flórida, onde consegui através de contatos um acervo de plantas características do Brasil, entre elas o Ipê-branco, o Jacarandá Mimoso, a Araucária (angustifolia) e as amendoeiras que os portugueses trouxeram com eles (terrminalia capatta), muito comuns nas praias da zona sul do Rio de Janeiro onde fui criado. Meu objetico era fazer um pequeno jardim nos fundos da casa com "toques" do nosso Brasil, principalmente nordeste de onde são minhas raizes, sul do Brasil (minha esposa é do Paraná) e do Rio de Janeiro, cidade de onde sou natural.

https://flic.kr/p/4rranP <- link para a foto, seguindo a recomendação e regras do forum.



Bom, recentemente (2 meses atrás) recebi uma proposta da Harvard School od Dental Medicine e optei por aceitá-la. Larguei a vidinha pacata e quente da Flórida e me mudei para Boston, Massachussets. Aqui, para quem não sabe, o frio no inverno é polar, com temperaturas abaixo de zero que congelam tudo. TUDO.

A minha posição na universidade é uma posição de direção e muito prestígio, então consegui autorização para ter o seguinte:

Uma sala virada para o lado OESTE, onde pego todo o sol da tarde (o prédio tem limitações na face leste, com apenas 3 horas de sol por dia);
Um vidraça que vai do teto ao meu joelho;
Um pé de teto com mais de 7 metros;
Autorização para colocar árvores na minha sala.

É aí que vocês entram.

Eu dediquei umas 150-200 horas para estudar minhas opções para manter o meu pequeno acerto vivo, dentro do meu escritório, pelo menos pelos próximos 5 anos. Depois disso terei condição de construir uma estufa de vidro em casa, entre 10 e 15 metros de altura, com CO2, calefação e mais tudo o que eu quiser. Mas nesse período de transição e vacas magras, preciso aprender a controlar o crescimento das minhas árvores, senão elas criarão problemas administrativos aqui pra mim.

Eu já sei bastante sobre dominância apical, mamadeira, escorredor, tipod de adubo e opções de poda (deixar crescer livre seguido de poda radical para os ipês, etc). Estudei também o básico de fisiologia vegetal, monocotiledônia, dicotiledônia, angiosperma, gimnosperma, etc.

No entanto, o meu caso é um pouco diferente porque não preciso, por definição, treinar minhas plantas para elas serem "bonsai". Se elas ficarem reduzidas a 2 mestros de altura, com uma copa compacta dentro de um jarro/pode de 30-40 litros, tudo OK.

Infelizmente minhas araucárias morreram, minhas amendoeiras da índia ficaram na Flórida e comigo eu tenho o seguinte:

Jacarandá mimoso (menos de um palmo, coisa de 13cm)
Ipê branco (5 mudas, entre 15 e 30 cm)

Para encurtar:

1) tem condição d'eu manter essas plantas dentro de um ambiente interno por 4-5 anos?

2) tem condição delas ficarem como uns "bonsai gigantes", entre 2 e 3 metros de altura, compactos e atraentes?

É isso. Nunca tive interesse em Bonsai, mas nos ultimos 30 dias minhas prioridades mudaram. Podem começar.

PS: Osmocote Plus. ferramentas, adubo, areia, jarros específicos, etc: tenho tudo a minha disposição por preço acessível, então podem recomendar o que for preciso pois o custo operacional para manter essas plantas vivas será de pouca importância.
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
SEKI - Elio Luis Secchi
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 20/02/06
Idade: 59
Mensagens: 3658
Localização: Serra Grande - Igrejinha - RS

MensagemEnviada: Ter Set 09, 2014 10:36 pm    Assunto: Responder com citação

Olá, primeiramente seja bem-vindo a este espaço. Esperamos poder auxiliar o amigo a ter suas desejadas plantas. Se bem que nossa área é mais o bonsai mesmo, certamente o primeiro passo é saber cuidar de árvore. Afinal, o bonsai, antes de ser um bonsai, é uma árvore e como tal deve ser tratada. Assim sendo, tanto bonsai quanto uma árvore, em tese deveriam ser cultivados em ambiente externo. As plantas em geral, além de sol e luz, gostam e precisam ventilação, liberdade, ver o céu acima de suas cabeças, tanto que quando estão por baixo de outra planta, ou de algum telhado, fazem enorme esforço para crescerem para fora desta cobertura. Mas tudo bem, a sua condição aí é outra e portanto precisamos trabalhar com ela, ou seja, um ambiente interno. Tanto o jacarandá, quanto o ipê também se ressentem com frios intensos, mas certamente este local estará climatizado, não sujeito aos rigores do clima daí. Você tem a disposição sol durante a tarde toda e pelo que diz, janelas grandes e portanto muita luminosidade. Creio que as plantas poderão se desenvolver razoavelmente ali. Nos vasos deverá usar um substrato bem drenante e procurar evitar o excesso de umidade, ou seja, somente molhar depois que a camada superior do substrato tiver secado. o controle do tamanho da planta poderá ser feito simplesmente com a poda. Sempre que podamos a tendência é a planta ramificar mais, compactando e aumentando folhagem, mas controlando altura/tamanho. Como suas plantas ainda são pequenas pode deixar crescer livremente por no mínimo uns 2 anos. Antes disso não é necessário qualquer intervenção até porque somente vai atrasar o desenvolvimento. Neste período a adubação pode ser feita com Osmocote e se tiver usar também torta de mamona e farinha de osso. E creio que não teria muito mais a fazer de momento. Mas esperamos que algum colega possa também complementar as informações por aqui. Abraço e boa sorte!
_________________
SEKI - Élio Luis Secchi .'.
Busco a sabedoria dos mestres, mas continuarei sendo um eterno aprendiz .'.
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
rcguerra



Registrado: 09/09/14
Idade: 45
Mensagens: 15
Localização: Portland, Maine (USA)

MensagemEnviada: Ter Set 09, 2014 11:00 pm    Assunto: Responder com citação

Obrigao Seki. Acredito que o ideal seria de fato uma estufa com teto de vidro, que durante os meses quentes pudesse se abrir e deixar as árvores "livres". Só terei recurso financeiro para isso dentro de 4 ou 5 anos. Nesse meio tempo o que consegui foi isso ai mesmo. Mas por aqui existem muitas árvores tropicais dentro de prédios (principalmente universidades) envidraçadas que se a minha chegar perto da exuberância dessas já me darei por satisfeito.

Crescimento livre por 2 anos, evitar encharcar a planta e adubar com osmocote (eu particularmente gostei muito do osmocote PLUS, que possui os macro e micro nutrientes distribuidos em partículas de liberação diferenciada. Um pouco mais caro, mas a diferença a longo prazo não fará dferença).

Como eu tenho 5 ipês, existe algum teste controlado que eu possa fazer, inclusive, para o benefício da comunidade aqui?
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
SEKI - Elio Luis Secchi
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 20/02/06
Idade: 59
Mensagens: 3658
Localização: Serra Grande - Igrejinha - RS

MensagemEnviada: Qua Set 10, 2014 8:19 am    Assunto: Responder com citação

Desculpe, não entendi a questão do "teste controlado"...rsrsrsrss Abraço
_________________
SEKI - Élio Luis Secchi .'.
Busco a sabedoria dos mestres, mas continuarei sendo um eterno aprendiz .'.
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
Simba
2.o PASSO
2.o PASSO


Registrado: 17/06/13
Idade: 39
Mensagens: 292
Localização: Florianópolis-SC

MensagemEnviada: Qua Set 10, 2014 8:34 am    Assunto: Responder com citação

Gostaria de dar as boas vindas ao amigo Rafael, e dizer que também não entendi o "teste controlado" Hehehehe!!

Tenho 2 ipês brancos e eles requerem muito pouco para estarem bem. Um deles inclusive já foi a raiz do outro! Numa poda de raízes, olhei prá um toco podado e vi um potencial. Enterrei o toquinho de 1,5 cm de diâmetro na terra e ele brotou e está até hoje, numa garrafinha pet. Adubo bem pouco e molho pouco também. Um deles fica direto no sol (o menor) e o outro pega somente umas 2 horas de sol da manhã. Ambos estão saudáveis, mas com o crescimento limitado ao tamanho dos seus recipientes e o maior também às minhas podas semestrais. Este maior está numa bacia de uns 40 cm de diâmetro por uns 15 cm de profundidade, osmocote plus (6 meses) na primavera e eventualmente TM+FO. A altura máxima sem poda foi 1 metro. Mas como suas plantas são pequenas ainda, poderá optar por um vaso mais espaçoso para acelerar seu crescimento. Porém cuidado, pois se tens espaço vertical limitado, deverá cuidar das podas futuras!

Abraço e boa sorte com as plantas!
_________________
"Para fazer um pêssego, é preciso um inverno, uma primavera, um verão, um outono e uma abelha, muitas noites e muitos dias, e sol e chuva, pétalas rosadas com pólen - tudo para que a tua boca possa conhecer uns poucos minutos de prazer." - Minou Drouet
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
rcguerra



Registrado: 09/09/14
Idade: 45
Mensagens: 15
Localização: Portland, Maine (USA)

MensagemEnviada: Qua Set 10, 2014 11:42 am    Assunto: Responder com citação

O teste controlado seria basicamente alterar um fator, sabendo que todos os demais seguem "sob controle", ou seja, não alteram. Segue aqui alguns exemplos:

Todas as plantas estão sob mesma luz, mesma temperatura, mesmo substrato. Se eu podar duas nos próximos 2 anos, e deixar 3 crescerem livremente, provavelmente as diferenças entre as 2 podadas e as 3 que não foram podadas será...A PODA.

Se eu deixar as 5 crescerem livremente e utilizar quantidades de água (ou frequência) de forma variada, podemos estudar os resultados da quantidade de água.

E or ai vai...altera-se UM fator, enquanto os outros seguem "controlados", ou seja, inalterados.
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
Simba
2.o PASSO
2.o PASSO


Registrado: 17/06/13
Idade: 39
Mensagens: 292
Localização: Florianópolis-SC

MensagemEnviada: Qua Set 10, 2014 11:49 am    Assunto: Responder com citação

Ah sim, aí é a critério de cada um. Creio que todos fazemos testes com nossas plantas, especialmente quando temos várias de mesma espécie. Cabe a cada cultivador escolher seus padrões e metodologias, obviamente tendo em vista qual é o objetivo que espera alcançar com isso, e experimentar!

Sucesso aí com suas plantas!

Abraço
_________________
"Para fazer um pêssego, é preciso um inverno, uma primavera, um verão, um outono e uma abelha, muitas noites e muitos dias, e sol e chuva, pétalas rosadas com pólen - tudo para que a tua boca possa conhecer uns poucos minutos de prazer." - Minou Drouet
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
rcguerra



Registrado: 09/09/14
Idade: 45
Mensagens: 15
Localização: Portland, Maine (USA)

MensagemEnviada: Qua Set 10, 2014 1:21 pm    Assunto: Responder com citação

Fico feliz que 2 horas de sol é suficiente para o ipê. Durante o inverno, teremos apenas 5 horas de luz por dia.
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
Simba
2.o PASSO
2.o PASSO


Registrado: 17/06/13
Idade: 39
Mensagens: 292
Localização: Florianópolis-SC

MensagemEnviada: Qua Set 10, 2014 4:51 pm    Assunto: Responder com citação

Luz direta né, o restante do tempo ele fica tipo duma meia sombra. É claro que o ideal pro ipê seria mais iluminação, mas creio que a tua janela oeste providenciará isso tranquilamente.
_________________
"Para fazer um pêssego, é preciso um inverno, uma primavera, um verão, um outono e uma abelha, muitas noites e muitos dias, e sol e chuva, pétalas rosadas com pólen - tudo para que a tua boca possa conhecer uns poucos minutos de prazer." - Minou Drouet
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
rcguerra



Registrado: 09/09/14
Idade: 45
Mensagens: 15
Localização: Portland, Maine (USA)

MensagemEnviada: Sex Set 12, 2014 6:28 pm    Assunto: Responder com citação

Toda informação sobre luz nessa altura do campeonato é importante para mim. Eu realmente quero que essas árvores sobrevivam o tempo necessário para eu poder construir um santuário para elas num futuro breve.

Tudo dando certo, até lá eu ganho na loteria e convido esse pessoal aqui para fazer uma estufa de ferro pra mim:

http://www.tanglewoodconservatories.com/steel-glass/

Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo tópico   Responder tópico    FÓRUM do Atelier do Bonsai - Mário A G Leal - Índice -> QUEM SOU EU? Todos os horários são GMT - 3 Horas
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Você não pode enviar mensagens novas neste fórum
Você não pode responder mensagens neste fórum
Você não pode editar suas mensagens neste fórum
Você não pode excluir suas mensagens neste fórum
Você não pode votar em enquetes neste fórum


Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Traduzido por phpBB Brasil