FÓRUM do Atelier do Bonsai - Mário A G Leal - Índice FÓRUM do Atelier do Bonsai - Mário A G Leal

QUER SE REGISTRAR? CLIQUE ABAIXO EM REGISTRAR

--- SEJA BEM VINDO! ---

 
 FAQFAQ   BuscaBusca   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistrarRegistrar 
 PerfilPerfil   Mensagens privadasMensagens privadas   EntrarEntrar 

ESCRITOS DO DIA A DIA

Engrossamento de Tronco
30.12.2011
Ir à página 1, 2  Próximo
 
Novo tópico   Responder tópico    FÓRUM do Atelier do Bonsai - Mário A G Leal - Índice -> FÓRUM CENTRAL
Exibir tópico anterior :: Exibir próximo tópico  
Autor Mensagem
marco_avelar
5.o PASSO
5.o PASSO


Registrado: 20/03/08
Mensagens: 935
Localização: São Paulo-SP

MensagemEnviada: Sáb Maio 07, 2011 9:18 pm    Assunto: Engrossamento de Tronco Responder com citação

Acredito que um dos principais interesses de quem começa na arte do bonsai é o de engrossar o tronco de suas plantas, ao menos foi assim comigo Laughing .

Vou expor aqui alguns "itens" que julgo necessários para engrossar o tronco de um bonsai de forma eficiente. As informações são baseadas em experiências pessoais e também com base em técnicas que aprendi no fórum.

1- Escolha do tipo de planta: é muito importante saber qual é a taxa de crescimento (lento, médio ou rápido) da planta que se pretende engordar para saber que resultados esperar e se tudo está ocorrendo como deveria.

1.1- A escolha da planta também é importante para saber como lidar com o seu crescimento e quais galhos deixar crescer. Por ex.: um pinheiro se for deixado crescendo livremente ficará com galhos excessivamente compridos e isso impossibilitará a redução da altura por meio de uma poda drástica, a menos que se faça um enxerto (já que as gemas que geram novas agulhas, geralmente, não nascem onde não há agulhas!). Por isso, nos pinheiros e coníferas em geral devemos deixar galhos de sacrifício crescerem livremente e controlar os demais, que farão parte do futuro bonsai. É importante também lembrar de não deixar que galhos superiores façam sombra nos inferiores, sob risco de perdê-los. Plantas mais fáceis de cultivar não necessitam desse tipo de cuidado específico.

2- Espaço: não adianta, sem espaço para as raízes se desenvolverem a capacidade de engrossar o tronco é limitada. O melhor lugar para se plantar: o chão. O segundo melhor: a maior bacia ou vaso que você tiver disponível. Obs.: já vi pessoas que acreditavam que o tronco iria engrossar lentamente mesmo em um vaso de bonsai sem espaço para as raízes!

3- Adubação: é indispensável. Eu uso como adubos TM+FO, adubo químico 10-10-10 e adubos foliares. Cada um tem uma formula e tipos de adubo diferentes, mas o importante é adubar. A frequência: eu atingi os melhores resultados adubando de 15 em 15 dias (no período de crescimento), tentei reduzir o intervalo para 10 em 10 e não obtive bons resultados, pois o excesso de adubo acabou reduzindo o crescimento das plantas. Isso são experiências pessoais, a adubação é um tema polêmico e pode gerar controvérsias, mas para mim está funcionando assim. Link de um experimento feito pelo forista Elio sobre a adubação: http://www.atelierdobonsai.com.br/forum/viewtopic.php?t=19074

4- Solo: o solo deve ser adequado para a planta que for trabalhada. Estude que tipo de solo a sua planta prefere (acido ou alcalino) e faça a melhor mistura que puder. Lembrando que sem uma boa drenagem a planta crescerá muito mais devagar. É bom sempre perfurar qualquer bacia ou vaso nas laterais para aumentar a aeração. O uso de mamadeira e escorredor é uma questão de opinião pessoal, eu, particularmente, não vejo muita diferença no que consegui fazer aqui em casa, entre usar uma bacia grande com ou sem um escorredor em cima. Também uma questão de como se trabalha com cada técnica, para quem tem à disposição esterco curtido o escorredor deve ser muito mais útil. Mas é fato que o uso do escorredor melhora a ramificação das raízes próximas do tronco.

5- Luz: coloque o vaso em um local adequado para cada tipo de planta de acordo com a incidência de sol que elas necessitem.

6- Água: ao contrário do que se fala em relação ao bonsai já pronto, na fase de crescimento é bom caprichar na rega, tomando o cuidado para que a terra não fique constantemente úmida, claro! Percebi que no período de chuvas é o período de maior crescimento das minhas plantas, mesmo quando elas passam 10 dias com o solo encharcado elas crescem muito mais rápido. A qualidade de água também é importante, quanto menos cloro melhor será a biologia do solo e melhor ela atenderá às necessidades de suas plantas e isso, para mim, é o fator mais importante para a planta crescer. Uma chuva de 10 dias aqui em SP faz por minhas plantas o que eu não consigo em um verão inteiro!

7- Flores e frutos: Arranque todos, eles consomem energia que deveria estar fazendo com que o tronco engrossasse. Isso é sério, atrapalha mesmo, já vi na prática, minhas piracantas cheias de frutos e sem crescimento por um mês. Foi só arrancar os frutos que elas voltaram a engrossar.

8- O formato do tronco: quando se vai engrossar um tronco devemos ter em mente os resultados que queremos alcançar para saber o que fazer. É importante lembrar que um bom tronco deve ter conicidade, por tanto, devemos deixar galhos de sacrifício em partes estratégicas para que o tronco ganhe conicidade, isso implica em, quase sempre, deixarmos os galhos mais compridos na parte de baixo da planta. Galhos que ficam mais compridos ajudam mais a engrossar o tronco do que os galhos cheios de ramificações e mais curtos.

9- Nebari como base do tronco: o cuidado com o nebari é um capítulo à parte, mas eu gostaria de compartilhar uma experiência que tive com uma piracanta que estou engrossando: se as raízes da planta forem enroladas com um barbante ou arame elas se fundirão e formarão uma base mais larga sem que seja possível diferenciá-la do tronco, isso ajuda muito na conicidade e dá uma ótima aparência à base do tronco. Lembrando que talvez seja necessário retirar o barbante assim que as raízes se fundirem para que não fique marcado. Depois pode ser necessário refazer o nebari, como é em muitos casos de troncos que ficam muito grossos, as raízes ficam desproporcionalmente grossas para um bonsai e técnicas para a correção do nebari tem de ser aplicadas.

Bem, acho que é isso que eu aprendi até agora em estudos e observações Rolling Eyes .

Se alguém tiver alguma sugestão (ou correção) além das que eu coloquei, ou queira fazer uma explicação mais técnica de algum item, fique a vontade.

Abraço!


Editado pela última vez por marco_avelar em Ter Dez 27, 2011 9:12 pm; num total de 3 vezes
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
caiomalk
4.o PASSO
4.o PASSO


Registrado: 05/04/11
Idade: 35
Mensagens: 789
Localização: Águas Claras DF

MensagemEnviada: Dom Maio 08, 2011 4:42 pm    Assunto: Re: Engrossamento de Tronco Responder com citação

Olá Marco

Excelente tópico, com certeza será útil para mim e outros iniciante da Arte.

Parabéns.

Grande abraço
_________________
“Todas as coisas possuem beleza, mas nem todos a vêem.”
www.brasiliabonsaiclube.com
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
Elio
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 22/04/05
Idade: 75
Mensagens: 6407
Localização: Curitiba-PR

MensagemEnviada: Dom Maio 08, 2011 8:00 pm    Assunto: Responder com citação

Marco, parabéns pelo texto!

Realmente, dicas, experiências e técnicas para engrossamento de tronco, são extremamente importantes. Você colocou o que é de maior importância no assunto.

Existem outras dicas mais específicas, algumas sem sucesso garantido ou de resultado duvidoso, mas essas colocadas são indiscutíveis.

Abraço
_________________
Elio

"Porque há esperança para a árvore, pois, mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos." Jó 14:7
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada
Angela Fernandes
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 22/12/04
Idade: 78
Mensagens: 6143
Localização: Niterói-RJ

MensagemEnviada: Dom Maio 08, 2011 10:11 pm    Assunto: Responder com citação

Marco !!!!
Obrigada pela matéria.
Já está tudo anotado.
Excenete matéria.
_________________
Inté querendo aprender bonsai sempre !!!
SOU DO BEM !!!!!!!!!
PRATICO BONSAI !!!!!!!!
Angela Fernandes
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
hraphi
4.o PASSO
4.o PASSO


Registrado: 28/05/09
Idade: 44
Mensagens: 722
Localização: Jacobina-BA

MensagemEnviada: Dom Maio 08, 2011 11:55 pm    Assunto: Responder com citação

Ótimo post, falou e disse.
_________________
A felicidade é como a borboleta:
quando a perseguimos nos escapa;
quando desistimos de persegui-lá, pousa em nós.
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
Marcos Castilho
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 08/12/07
Idade: 39
Mensagens: 1213
Localização: Colatina-ES

MensagemEnviada: Seg Maio 09, 2011 12:24 pm    Assunto: Responder com citação

Boa matéria Marco.
_________________
Sub auxiliar, do auxiliar de ajudante do quarto reserva de um possível bonsaísta.
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail Visitar o website do usuário MSN Messenger
nickyfury
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 11/11/04
Idade: 60
Mensagens: 7679
Localização: Brasilia-DF

MensagemEnviada: Seg Maio 09, 2011 6:41 pm    Assunto: bonsai Responder com citação

Marco, como salientaram todos os demais, excelente sua materia, que há de servir de base para muitos iniciantes cultivarem melhor suas plantas. Considero sumamente importante a primeira fase do cultivo, vez que nela estão centrados todos os esforços necessários para criarmos, desde o inicio, um material de qualidade superior com que trabalharmos no futuro.

Destaco, dentre suas colocações, apenas dois pontos que julgo interessantes discutir:

1) O tronco de uma planta pode sim engrossar em um vaso. Mas há que se considerar esse vaso como sendo de treinamento, e não o definitivo. Isso significa que a profundidade/altura do vaso deverá ser superior ao futuro vaso definitivo, algo como o dobro, por exemplo, bem como o comprimento largura tambem. O propósito do vaso de treinamento é assegurar condições para a planta se desenvolver, mas é critério básico que, antes de ser envasada em um, ela tenha primeiro se desenvolvido no chão.

Ora, se ela engrossou no chão, para que então o vaso de treinamento? Bem, ela pode ter engrossado um pouco, mas não ter adquirido conicidade, bem como os galhos não engrossaram o suficiente, e por aí vai. Ao termo sum controle maior sobre o cultivo, o que é bem mais fácil de se fazer estando a planta num vaso que no chão, ficará bem mais fácil tambem conseguir obter o objetivo proposto pelo cultivador, nessa situação.

2) Além da ótima colocação que fizestes, sobre a formação do tronco e do nebari, devo salientar que além do engrossamento e da conicidade, devemos buscar o movimento. Seja ele sinuoso ou levemente sinuoso, é nessa primeira fase de cultivo que se busca isso. Uma técnica japonesa, que sempre me preocupo em postar no forum, é sobre a formação do tronco a partir da germinação de sementes, isto é, a iniciação primária do tronco. A técnica consiste no uso de uma tela metálica presa sobre a borda do vaso/recipiente onde estão germinando as sementes, qualquer que seja a espécie.

Ao germinarem e começarem a iniciar seu crescimento em busca de luz e calor solar, as mudas esbarram contra a tela, voltando-se sobre seus caules. Como a ação de crescer é contínua, várias vezes elas irão encontrar o obstáculo e várias vezes irão se retorcer sobre seus caules em desenvolvimento. Ao final dos dois primeiros anos de cultivo, as novas mudas terão então adquirido troncos com movimentos sinuosos variados, nunca repetidos, o que irá possibilitar ao cultivador ter em mãos um material de qualidade, sem precisar no entanto, fazer uso de arame para conseguir tal resultado.

A formação de uma muda então passa a valer estabelecidos os tres critérios primordiais: nebari, tronco com movimento e conicidade e galhos primários. Esses tres passos podem e devem ocorrer no cultivo inicial efetuado pelo cultivador, e como vc bem salientou, independem da espécie, vez que todas podem ser ajustadas a ele.

Ainda sobre o vaso, importa esclarecer que ele é um limitador de crescimento, não de engrossamento. Uma planta pode engrossar o tronco, estando acondicionada em um vaso, ainda que seu crescimento não se dê na mesma medida e proporção. Parece contraditório, mas não é. Julgo oportuno esclarecer esse ponto, calcado em experiencia de cultivo minha.

Em relação à bacia ou escorredor, devo salientar que a primeira é melhor, vez que permite um espaço maior para ser devidamente preenchido com raízes, enquanto que o escorredor limita isso. Senão veja: tão logo as finas raízes capilares começam a sair pelos orificios laterais do escorredor, serão queimadas pela ação solar. Na bacia, isso não irá ocorrer. Outra situação: nos orificios no fundo do escorredor será então para onde as raízes serão canalizadas. Cedo ou tarde então será necessário a acomodação de uma bacia ou outro escorredor sob o primeiro. A bacia dispensa tal acomodação, pelo espaço maior.

Em relação ao nebari sugerido, isto é, enrolado com cordão, vc pode enrolar até mesmo com arame. A medida que o tempo passar, o arame será engolfado pelo material vivo, de forma que não há necessidade de sua retirada. Essa "técnica" é adotada pela maioria dos cultivadores, eu inclusive, calcado em informações prestadas pelo mestre Hidaka, que a utiliza em piracanta e pinheiro negro há anos. No caso do barbante, nem precisa tirar, vez que com o tempo ele apodrece. O arame, por outro lado, permite que vc dê movimento sinuoso às raízes quer irão ser de apodo ao tronco, constituindo-se no próprio, com o passar do tempo.

Bem, perdão se me estendi ou repeti algo. Mas é sempre importante fazermos acrescimos, quando o tema é tão apaixonante quanto o cultivo. Rolling Eyes
_________________
que a compreensão liberte a energia criativa que existe em nós.


http://www.brasiliabonsaiclube.com (faça-nos uma visita, vc é sempre bem vindo)
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail Visitar o website do usuário
Lrgullo
2.o PASSO
2.o PASSO


Registrado: 05/05/10
Idade: 37
Mensagens: 260
Localização: Limeira-SP

MensagemEnviada: Seg Maio 09, 2011 7:09 pm    Assunto: Responder com citação

Sempre da para melhorar!

ótima matéria pelo do Marco seguido de um ótimo acréscimo do Nickyfury.

Experiências e próximas assim, numa linguagem simples e direta. Aproveitarei para mim e para indicar aos iniciantes =D

Sou bem principiante ainda, estou com outras matérias para por em prática, e uma destas quero tentar logo... principalmente duas:
A de fundir raizes por barbante. E a de plantar sementes com tela por cima para dar as mudas movimentos diferenciados =D

abraços e valeu!!
_________________
Lucas Gullo
"E o Senhor Deus fez brotar da terra toda qualidade de árvores agradáveis à vista e boas para comida..." Gn 2:9a
Minhas mudas
http://lrgullo.wordpress.com/vida-pessoal/projetos-de-bonsais/
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail Visitar o website do usuário
marco_avelar
5.o PASSO
5.o PASSO


Registrado: 20/03/08
Mensagens: 935
Localização: São Paulo-SP

MensagemEnviada: Seg Maio 09, 2011 7:36 pm    Assunto: Responder com citação

Amigos, eu agradeço as palavras de todos. Já que o texto parece ser útil colocarei um link para esse post no fórum de matérias, para registro.

Tentei colocar aqui algumas questões básicas sobre como engrossar os troncos, pois, essa é a parte mais "demorada" no cultivo do bonsai, dependendo do trabalho que se quer fazer. Também é importante para quem cultiva apenas como hobby e não tem à disposição materiais mais desenvolvidos para trabalhar.

É muito gratificante ver uma galinho de piracanta com a espessura de um palito de dentes ficar com mais de 5 cm de diâmetro em 2 anos! Esse é o caso de uma das minhas plantas, que está em um balde de 60 litro e que passou por esse processo que descrevi.

Nicky, como você bem salientou, esses passos são uma parte, mais focados no crescimento, mas se estendem por diversas outras técnicas e etapas de cultivo. A ida para um vaso de treinamento o movimento do tronco... não dá para se falar de uma coisa sem entrar em outra e esse era o objetivo desse texto, partir de um ponto e entrar em outros de forma a compilar o básico do que é necessário para se formar um bonsai com qualidade. Obrigado pela contribuição!

Se alguém quiser acrescentar técnicas sobre o desenvolvimento do nebari o tópico ficaria ainda mais completo Laughing .

Um Abraço a Todos!!!
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
Chaddad
2.o PASSO
2.o PASSO


Registrado: 11/01/05
Idade: 58
Mensagens: 227
Localização: Piracicaba-SP

MensagemEnviada: Ter Maio 10, 2011 11:13 pm    Assunto: Responder com citação

Caro Nicky eu utilizei muito a técnica do arame incluso para negrossar, inclusive era um capítulo da segunda edição do meu livro. Mas nos últimos cinco anos têm surgido podridões de dentro para fora, em Ficus e Ulmus, as quasi precisaram ser retiradas cirurgicamente pois se expandiam internamente.
Passei a usar e recomendar a técnica da manutenção de ramos ladrões, até o diâmetro desejado, em bacias e no solo sobre filmes plásticos.

Um abraço a todos.
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail Visitar o website do usuário MSN Messenger
nickyfury
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 11/11/04
Idade: 60
Mensagens: 7679
Localização: Brasilia-DF

MensagemEnviada: Qua Maio 11, 2011 8:54 am    Assunto: bonsaui Responder com citação

Chaddad, embora vc tenha tido esse tipo de resultado negativo, é importante frisar que essa técnica funciona adequadamente em se tratando de piracanta, junipero e pinheiro. Mas é importante sua colocação a respeito, pois dessa forma podemos estar evitando os mesmos problemas que vc teve, ao tentar formatar algo do genero nas espécies que cita. Doravante, então, iremos evitar faze-lo. Obrigado por compartilhar conosco suas experiencias nesse sentido. Very Happy
_________________
que a compreensão liberte a energia criativa que existe em nós.


http://www.brasiliabonsaiclube.com (faça-nos uma visita, vc é sempre bem vindo)
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail Visitar o website do usuário
nickyfury
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 11/11/04
Idade: 60
Mensagens: 7679
Localização: Brasilia-DF

MensagemEnviada: Qua Maio 11, 2011 9:10 am    Assunto: bonsai Responder com citação

A título ilustrativo, veja algumas piracantas que desenvolvi em meu viveiro nos ultimos sete anos, que seguem bem, sem apresentar necrose:















Em outras espécie, como a parthenocissus, prefiro usar apenas cordão de algodão, que com o tempo apodrece e se desmancha sem causar danos:





Creio que a diferença básica entre as espécies usadas pelo nobre amigo Chaddad e as que eu citei, reside na consistencia das raízes. No ulmus e no ficus as raízes são macias, moles, enquanto que nas espécies que cito, como se pode ver nas imagens acima mostrando piracantas, as raízes são mais secas, duras e rijas, podendo suportar melhor o trato com o arame.

Em raízes mais sensíveis, como a da parthenocissus, o recomendável é usar cordão, como demonstra as imagens acima. Very Happy
_________________
que a compreensão liberte a energia criativa que existe em nós.


http://www.brasiliabonsaiclube.com (faça-nos uma visita, vc é sempre bem vindo)
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail Visitar o website do usuário
prumodeq
2.o PASSO
2.o PASSO


Registrado: 24/03/09
Idade: 44
Mensagens: 337
Localização: Quatro Barras-PR

MensagemEnviada: Qui Ago 25, 2011 9:07 pm    Assunto: Responder com citação

Nicky

Por obséquio, poderia se utilizar da sua costumeira presteza, boa vontade e conhecimento nos explanar mais sobre esta técnica de amarração de raízes?
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
nickyfury
PARTICIPANTE
PARTICIPANTE


Registrado: 11/11/04
Idade: 60
Mensagens: 7679
Localização: Brasilia-DF

MensagemEnviada: Sex Ago 26, 2011 8:09 am    Assunto: bonsai Responder com citação

Prumo, não há muito o que explicar, mas vou tentar:

Pegue uma planta qualquer, digamos uma piracanta ou serissa, retire do vasinho onde está, lavando bem as raízes, para deixa-las livre do substrato, usando um jato ou mesmo embaixo da torneira. Em seguida, usando um arame fino ou um barbante de algodão (esse é melhor, pois com o tempo apodrece), enrole em volta das raízes, desde a base do tronco até quase na ponta.

Quase na ponta das raízes, mas não até o final. Por que é preciso deixar um pouco das raizes capilares soltas, ok? Antes de enrolar o arame, pegue as raizes e segurando o caule da planta na base, faça algumas voltas nas raizes, torcendo-as bem na calma, sem pressa e sem muita pressão, para não danificar. Depois, prenda-as entre os dedos para então começar a enrolar o cordão de algodão. O cordão, pode ficar um pouco apertado, não tem problema nenhum. Amarre o cordão para que ele não se solte.

A diferença entre usar o arame e usar o c ordão irá depender da espécie, sempre. Algumas espécies aguentam melhor4 a pressão do arame, que irá aos poucos entranhando-se no resultado final, sendo absorvido pelas raízes, ou melhor, "engolido" por elas, passando a fazer parte delas, não sendo mais visto, depois de anos de cultivo. Raizes fortes como as do ficus, da piracanta, do acer burgerianum, suportam bem o arame, sendo então aconselhável seu uso, ao invés do cordão.

Plantas com raízes mais frágeis, como boganvillea (primavera), parthenocissus, serissa, dentre outras, é preferível usar o cordão de algodão.

Depois de enrolar as raízes, damos forma a elas, moldando-as com as mãos, de maneira a que passem a ser como uma extensão do caule. Se o caule tem movimento ou não, isso não importa, as raízes têm que ter movimento levemente sinuoso, para ficar um resultado mais interessante, quando passarem os anos. Em seguida, é só plantar, enterrando as raizes na ponta que ficou sem amarrar, até uns dois dedos acima (uns 2cm) na parte que está amarrada, deixando o restante livre, sem cobrir com substrato.

Se quiser, pode adicionar musgo esfagno, previamente umedecido em solução contendo hormonio enraizante, colocando-o contra as raízes torcidas antes de enrolar o arame ou cordão. Dessa forma, as raizes ficaram mais protegidas, e esse musgo irá "voltar à vida", ou seja, com o passar do tempo e as regas, irá aos poucos ficar verde de novo, em algumas partes, agregando um aspecto de coisa antiga nessa parte.

Claro que nem sempre esse resultado é interessante, sendo as vezes até mesmo dispensável. Como tudo mais, irá depender da espécie e da força das raizes. Esse metodo pode ser aplicado em todas as espécies, sem exceção. Até mesmo no pinheiro negro podemos usar esse recurso. Vale lembrar que quanto mais compridas as raizes, mais interessante será o resultado. Por isso, plantar as estacas novas ou mudas obtidas via germinação de sementes em garrafas pet cortadas, possibilita a formação de raizame mais longo, facilitando o trabalho nesse sentido.

O cultivo em garrafa pet é largamente usado para formar bonsai no estilo NEAGARI, ou no estilo ISHITSUKI (raiz sobre rocha/pedra), mas pode ser tambem usado para esse tipo de trabalho, pois com as raizes longas temos chance de fazer uma extensão do tronco mais interessante, expondo as raizes em formatos variados, além é claro de permitir a junção desse r4esultado como os dois estilos acima referidos.

No caso de o arame ou cordão não serem absorvidos ou "engolidos", passados tres ou quatro anos, então iremos cortar em pedaços pequenos, retirando a parte desse material que ficar visivel, e no reenvase seguinte, faremos o mesmo na parte submersa, de maneira a elimkinar esse auxiliar com o passar do tempo. Importante: não desenrole nem tente retirar o material auxiliar. A forma correta de fazer isso é cortar, em pedaços pequenos, para não por a perder todo o trabalho.

Plantas amarradas, com raizes expostas, devem ser cultivadas durante o primeiro ano nja sombra, sem incidência de sol direto, seja pela manhã ou à tarde. A rega é normal, mas deve ser leve sobre o material coberto, principalmente se usarmos musgo esfagno, para não comprometer a parte protegida. Molhe apenas o substrato, não as raizes enroladas. Usar sombrite é um bom expediente de proteção, mas apenas no primeiro ano de cultivo. A partir daí, colocamos a planta sob ação solar pela manhã, e depois, aos poucos, sob o cultivo a pleno sol, dependendo é claro da espécie e da região onde está o cultivador.

Não usaremos hormonio enraizante para regar, nem adubaremos antes de 45 dias. A diferença nesse tipo de cultivo reside no fato de usarmos o minimo inicial de raizes capilares para manter a fixação da planta no vaso ou recipiente de cultivo, sem esquecer que a alimentação continuará a ser efetuada apesar disso e que os cuidados costumeiros que adotamos em relação a isso, devem ser estabelecidos e mantidos, para que a limitação imposta não cause prejuízo (perda material). Aqui, como tudo mais, a paciência é a chave mestra que irá estabelecer esse critério diferenciador.

Veja outras imagens de plantas que cultivo:

Parthenociussus tricuspidata (vinha virgem ou Tsuta japonesa):



Essa espécie trata-se de uma trepadeira, e as próprias ramas da planta foram usadas para enrolar:





Essa outra é um ulmus e tinha apenas tres raizes grossas. Preferi mante-las apenas separadas, enrolando e enterrando as capilares em suas extremidades, para acondicioná-las melhor dentro de um mini vaso:





Com isso, consegui um mini bonsai estilo NEAGARI. Embora essa técnica possa ser usada em plantas de qualquer tamanho, acredito ser melhor adequada a plantas que visem formar bonsai pequenos, em tamanhos mini, mame ou shohin, mas isso é claro é apenas minha opinião, ficando a critério de cada um usar de acordo com sua própria opinião e vontade.

Dúvidas? espero que não, mas se tiver é só perguntar. Se eu souber, respondo, se não, procuro com quem entende mais e respondo, ok? Um abraço e até. Wink
_________________
que a compreensão liberte a energia criativa que existe em nós.


http://www.brasiliabonsaiclube.com (faça-nos uma visita, vc é sempre bem vindo)
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail Visitar o website do usuário
prumodeq
2.o PASSO
2.o PASSO


Registrado: 24/03/09
Idade: 44
Mensagens: 337
Localização: Quatro Barras-PR

MensagemEnviada: Sex Ago 26, 2011 1:40 pm    Assunto: Responder com citação

Nicky

Com sempre, uma ótima explicação, e didática! Agradeço muito a sua paciência para com nós os iniciantes...

Cada dia aprendo mais e mais neste fórum!

Algum dia deveria ser escrito um livro com as técnicas e conhecimentos aqui postados...

Abraços
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada Enviar e-mail
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo tópico   Responder tópico    FÓRUM do Atelier do Bonsai - Mário A G Leal - Índice -> FÓRUM CENTRAL Todos os horários são GMT - 3 Horas
Ir à página 1, 2  Próximo
Página 1 de 2

 
Ir para:  
Você não pode enviar mensagens novas neste fórum
Você não pode responder mensagens neste fórum
Você não pode editar suas mensagens neste fórum
Você não pode excluir suas mensagens neste fórum
Você não pode votar em enquetes neste fórum


Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Traduzido por phpBB Brasil